A FacePhi trará a sua tecnologia de verificação de identidade para a ilha de Jeju, uma das cidades mais inteligentes da Coréia do Su

A FacePhi apresentará a sua tecnologia de onboarding digital e de reconhecimento facial para implementar um sistema de verificação digital de identidade, que pode ser adotado por toda as empresas que fazem parte da cidade inteligente.

O sistema implementado pela City Labs em conjunto com a FacePhi fará desta ilha coreana uma região de referência no uso de identidade digital descentralizada, baseada em blockchain.

A FacePhi dá o seu primeiro passo no campo das cidades inteligentes graças ao acordo com a empresa sul-coreana City Labs, por meio do qual fornecerá tecnologia para a verificação digital de identidade à toda a população e aos mais de quinze milhões de visitantes anuais de Jeju, a maior ilha da Coréia do Sul. O projeto, promovido pelo governo sul-coreano, vai disponibilizar aos cidadãos e visitantes, por meio das empresas locais desta cidade inteligente, a sua própria carteira de identidade digital baseada em blockchain, que pode ser usada voluntariamente para realizar atividades como o transporte público, interagir com as administrações públicas ou acessar determinados espaços.

Desta forma, a empresa espanhola será parte essencial deste projeto inovador de identidade digital descentralizada com as suas soluções de onboarding digital e reconhecimento facial.

Identidade digital descentralizada: um cidadão, uma carteira de identidade digital

Esta nova tecnologia, baseada em blockchain, permite aos usuários, através de uma carteira digital, ter controle sobre quais dados são compartilhados, com quem e, até mesmo revogar o seu uso quando julgarem necessário. Isso significa avançar para um conceito de identidade digital autogerenciada, onde os usuários são os que detêm o controle total dos seus dados, alcançando assim um maior nível de segurança cibernética e proteção da informação…

“Poder fazer parte deste projeto é um marco para a FacePhi. Além de trabalhar no desenvolvimento de uma cidade inteligente, o projeto promovido na ilha de Jeju é a primeira iniciativa de identidade digital descentralizada da qual participaremos”, explica Javier Mira, presidente e CEO da FacePhi. “Isso é realmente muito importante, porque temos a convicção de que o futuro da biometria como tecnologia de autenticação de usuários é caminhar para essa descentralização, incentivando cada cidadão a ter a sua própria carteira digital e a decidir quando e como quer utilizá-la para identificar-se, sem depender de terceiros para validar as suas informações”, destaca o gerente.

A entrada neste projeto de cidade inteligente, concedido em março passado à multinacional City Labs, é um novo impulso para a expansão da empresa na região da Asia-Pacífico, onde no último ano conseguiu entrar no sandbox regulatorio promovido pelo governo coreano e fortalecer a sua presença em novos mercados, como o do Vietnã.

“Através deste contrato conseguimos nos estabelecer no setor das cidades inteligentes, onde a segurança e o conforto do usuário devem ser totalmente garantidos. Estamos confiantes de que esta iniciativa definirá o caminho a seguir para muitas cidades e impulsionará a nossa posição no mercado asiático”, conclui Dongpyo Hong, CEO da FacePhi Asia-Pacífico.